terça-feira, 28 de agosto de 2007

Coletivo Jovem Caiçara Lança Livro...



A história de Cananéia é recheada por saberes, fazeres, lendas, causos, crenças e costumes presentes na cultura caiçara local – SP
O livro “Saberes Caiçaras: a cultura caiçara na história de Cananéia” é mais que um produto literário. Além do resgate de uma cultura historicamente construída em contato direto com o ambiente natural, a elaboração do material incentivou a apropriação e a instrumentalização, por jovens, de um meio de produção de conhecimento.
Contribuir para a valorização da cultura caiçara no município de Cananéia através da pesquisa, registro e disseminação do modo de vida caiçara, possibilitando que a comunidade perceba seu pertencimento e co-responsabilidade na manutenção do saber tradicional e da cultura local. Este foi o desafio empreendido pelo Coletivo Jovem Caiçara de Cananéia na produção do livro “Saberes Caiçaras: a cultura caiçara na história de Cananéia”, que acaba de ser editado.
O livro foi produzido por 15 jovens com idades entre 14 e 29 anos e durante seis meses eles entrevistaram antigos moradores da cidade, considerada o primeiro povoado do Brasil.

“Enquanto estávamos marcados pelo entusiasmo de ir à busca do conhecimento de nossas raízes, nem imaginávamos o que veríamos pela frente – histórias marcantes e uma lição de vida passada pelos mais velhos...”William Cunha Gonçalves – 16 anos

O livro perpassa pela formação do Centro Histórico de Cananéia e suas peculiaridades, destacando os casarios de pedra e cal de ostras em estilo colonial, assim como a Igreja Matriz de São João Batista, tombada como patrimônio histórico pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo (CONDEPHAAT). Além da história de bairros urbanos como o Morro São João, Carijo e Rocio, que têm seus detalhes descortinados pelas histórias e causos dos moradores. Promoveu o diálogo entre gerações antigas, com suas raízes ligadas a terra, e gerações mais novas, que trazem a vontade, a criatividade e a capacidade de fazer diferente.
As comunidades do Marujá, Foles e Cambriú, na Ilha do Cardoso, também são abordados no livro, bem como as localidades continentais do Varadouro, Ariri, Santa Maria, Mandira e Itapitangui, que foram descritas pelos jovens que embarcaram no audacioso projeto de contar através da história de vida desse povo como era seu modo de vida antigamente; simples, humilde e permeado de tradições e crenças.

“(...) nasci aqui, aqui me casei, tô vivendo, eu acho que vai ser final de vida aqui, porque (...) pra mim saí, pra mim deixá minhas plantação aqui, tudo o que eu tenho, tudo o que eu fiz eu acho que não encontro lugar melhor de vive, pra mim sobrevive, do que o Varadouro”Luiz Camilo Mateus – Morador do Bairro Varadouro – 55 anos

O livro “Saberes Caiçaras: a cultura caiçara na história de Cananéia” criou um senso de identificação com a cultural tradicional nesse pequeno grupo de 15 jovens. Esse importante trabalho é uma das iniciativas que estão tentando mudar o perfil do jovem refém da cultura de massa.





















Serviço:
Livro “Saberes Caiçaras: a cultura caiçara na história de Cananéia”
De Cleber Rocha Chiquinho
Quanto: 20 reais (sem frete)
Onde adquirir: INSTITUTO DE PESQUISAS CANANÉIA - IPeC
Coordenação de Educação e CulturaRua Francisco Chaves, 263 - Centro - Cananéia - SP
Fone./Fax: (13) 3851-3959
E-mail:
coordenacao@ipecpesquisas.org.br
Website: http://www.ipecpesquisas.org.br/












Veja Também em:
http://revistaraiz.uol.com.br/portal/index.php?option=com_content&task=view&id=680&Itemid=184

Fonte: Revista RAIZ