quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Muito além do que se vê...

Nesse mês de agosto houveram várias atividades nas escolas municipais e estaduais. Foi possível uma aproximação maior com os professores das redes de ensino e também foi possível despertar e encantar mais uma vez as belezas de nossa cultura local. Já cheguei a escutar que o caiçara é "pobre"... pobre? Nós não somos pobres, nós temos uma maneira diferente de viver e isso nos torna tão especial... nosso modo de falar, nosso modo de tratar as visitas, nosso modo de viver o dia a dia.

Esses encontros proporcionaram uma nova abertura de diálogo entre educadores e pessoas como "nós" que não temos formação pedagógica, mas temos o aprendizado dos Mestre Fandangueiros de Cananéia. É importante preservar a memória de um povo com encontros como esse e digo mais, é importante o compromisso de todos da comunidades em manter viva essa memória, para que ela não caia no esquecimento como quase já aconteceu.

Meus sinceros agradecimentos pela acolhida que recebemos em todas as escolas.


Viola e Rabeca na Escola
Prosa sobre instrumentos do Fandango Caiçara na Escola Estadual Yolanda

Fandango na Escola
Roda de Prosa com professores da Escola Municipal Beletti